Sempre em dia próximo do dia 24 do mês, os Grupos de Oração do Santuário Nossa Senhora Auxiliadora voltam aos bairros mais pobres da cidade levando comida. Algumas vezes levam também roupas. Eles sabem que a caridade não resolve o problema da pobreza, mas mantém a chama acesa para que as pessoas e as autoridades não se esqueçam dos marginalizados e aliviem os sofrimentos, até a solução, um dia.

Sem a chama da iniciativa de cada um e de grupos que se sentem chamados a responder ao amor de Deus com seu amor aos irmãos, o mundo seria perdido. O que resolve, pode dizer alguém que quer procurar desculpas ao seu egoísmo. O mar é feito de tantas gotas, um prato de arroz é cheio de tantos pequenos grãos. O amor constrói. Sem amor no coração sua vida não tem sentido para você e não traz vantagens para ninguém!

 Percebem que crianças não faltam nunca.

Lembro o desabafo de um padre sociólogo, que dizia: coitados os pobres! A sociedade tirou tudo deles. São mesmo proletários, pois a única riqueza e alegria são os filhos. E tem gente que nem isso querem lhe deixar!

Veja quem grita pela liberalização do aborto! Veja se ajudam os outros, para ajudá-los e não para conseguir um segundo fim!

 

Deus é Amor. Quem vive por amor experimenta Deus. Para quem não tem amor, Deus não pode existir!

data da publicação 21/08/2020